#cadeiaparazoofilia

Quando vi a postagem no stories do Delegado Bruno Lima @del.brunolima sobre uma rede de zoofilia, isto acabou comigo. Um imprestável montou uma rede de abuso sexual de cães na sua casa. E o pior que o fulano adicionou um grupo de whatsapp que oferecia a "diversão" para clientes e amigos.
Alessandro Desco @pitsales99 postou nas suas redes sociais como foi o resgate dos cães e a prisão deste desqualificado.  Os animais foram examinados e estão com erlichia (doença do carrapato). Uma delas está prenha, e apesar de ser estuprada por muito tempo, os filhotes estão bem. 
Alessandro Desco diz que não tem estrutura para resgatar filhotes, mas em certos casos extremos quando chegam até suas mão, a gravidez segue adiante e os bebês nascem são e salvos. Por enquanto Cassiana e Cássio estão no Pet Care. 
Não existe palavras para descrever ato tão repugnante como este. Infelizmente sabemos que isso existe, mas é revoltante saber que o Brasil é dos países que mais pratica a zoofilia. Um verdadeiro absurdo!
Para quem não tem ideia o ato sexual com animais, traz consequências e muito sérias tais como: lesões psicológicas, emocionais e físicas. 
Podem causar hemorragias internas, rupturas anais e ferimentos horríveis na vagina do animal. O animal pode vir a óbito, agora me diga se não é um ato viole nto!!!
Qual a finalidade de tudo isso? Nada, absolutamente nada. 
Os animais são vítimas desta crueldade, deste crime sexual pois não podem se defender, falar não, gritar por socorro!!! Os agressores agem como querem e onde querem. 
Lendo alguns relatos na internet a zoofilia é tratada como um distúrbio, um transtorno mental, e não é vista como um ato indecoroso. 
E nossas leis? Não temos nenhuma lei específica que trate deste crime,  podemos contar com o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais. Um crime ambiental? 
A senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) também pediu urgência para o Projeto de Lei da Câmara n° 134, de 2018, iniciativa do Deputado Federal Ricardo Izar (PSD/SP)
"Altera o art. 32 da Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, para agravar a pena pela prática de ato de abuso, consistente em maus-tratos ou mutilação de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, e instituir como causa de aumento de pena do crime de maus-tratos aos animais a prática de atos de zoofilia.
Aumenta a pena do crime de abuso de animais e institui como causa de aumento de pena a prática de atos de zoofilia."
Não sei a opinião de vocês caros leitores, mas para mim não se trata de uma doença mental, um distúrbio qualquer, ou somente um crime ambiental. Maus tratos, sem sombra de dúvidas.
Precisamos nos unir e tentar mudar o rumo desta prosa. 
Os animais são seres sencientes, já foi aprovada o projeto de lei sobre isso, mas...quando que os seres desumanos vão entender que não basta aprovar o projeto de lei se muitos continuam a trata-los com desprezo, crueldade, como se fossem objetos descartáveis, ou seres desprezíveis.
Do que adianta todo bem-estar da vida moderna e bens materiais, se não sabemos viver em equilíbrio com a natureza e os animais. Eles podem nos ensinar muito. A convivência com  animais diminui risco de infarto e doenças cardíacas, e os médicos afirmam que quem tem um animal de estimação, não sofre de solidão, o contato com eles traz felicidade, saúde e longevidade. E porque não retribuirmos tudo isso com amor, respeito, cuidados, carinho...
Obrigada mais uma vez Delegado Bruno Lima e toda equipe. 
Fica aqui o meu desabafo, eles precisam de nós. #cadeiaparamaustratos. #cadeiaparazoofilia.



Cássio, Cassiana e Alessandro Desco


Delegado Bruno Lima




Ana Bittar
Jornalista MTB: 0084520/SP
Contatos: portalpetnews@gmail.com
Instagram: @portalpetnews







 

Comentários