Delegado Matheus Laiola - um herói da causa animal

Falou em causa animal nós lembramos sempre dos heróis que salvam, resgatam, apoiam, respeitam, enfim cuidam daqueles menos favorecidos e que não podem se defender. 
Hoje vou contar mais um pouquinho sobre um destes heróis que admiro muito: Delegado Matheus Laiola.
Dr Matheus Laiola ficou conhecido por uma ação policial que começou com investigações no Estado do Paraná, a respeito de uma quadrilha internacional de rinhas de pit bulls. Este caso chocou o Brasil.
Como foi postado neste Portal, foi mobilizado cerca de 100 policiais e 40 viaturas no município de Mairiporã, no interior de São Paulo, no dia 14 de dezembro de 2019.
O bom moço nasceu em Cândido da Mota, interior de São Paulo e estudou direito em Marília. Atuou como Delegado em Varginha (MG) e alguns municípios no interior do Paraná. 
Foi para Castro e posteriormente Foz do Iguaçu. Agora está em Curitiba na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA).
Laiola pensou que iria descansar um pouco, desacelerar, mas hoje trabalha mais que antes na Furtos e Roubos.
Dr Matheus diz que os animais ainda são tratados como objetos, e que a causa animal é esquecida e colocada em segundo plano. 
Seu trabalho é árduo e tentam conscientizar a população para ter um outro olhar para os animais. 
A  delegacia trouxe uma certa confiança à população, com isso os boletins de ocorrência aumentaram.
Ter pessoas como Delegado Matheus Laiola a frente de uma Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente nos traz esperança. 
Ultimamente os casos de crimes bárbaros contra os animais são postados em redes sociais, que vem ganhando mais repercussão. Revolta e pedidos de leis mais rígidas tem sido a voz de todos aqueles que lutam e amam incondicionalmente os animais.
Não restam dúvidas: maus-tratos aos animais é crime! Isso está no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais. A mesma que criminaliza, “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados”.
A lei inclui a realização de “experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos”.
A pena é de 3 meses a 1 ano de reclusão, somente!!!
Graças ao trabalho do Dr Laiola, os animais são salvos, e uma luz acende ao fim do tunel, com a certeza de que heróis existem.




Ana Bittar
Jornalista MTB: 0084520/SP
Contatos: anabittar.artist@gmail.com
Instagram: @anabittaroficial





Comentários

  1. Sorte dos Curitibanos ter um profissional como ele aliado a causa animal 🙏🐶♥️ !!!! Parabéns, doutor !!! Deus te abençoe !!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que seu trabalho e dedicação aos Animais sirva de exemplo para muitos! Parabéns, que Deus lhe abençoe sempre delegado Laiola. Precisamos de Leis mais severas e de mais profissionais dedicados a causa Animal que trabalhem como voce!! #cadeiaparamaustratos

    ResponderExcluir

Postar um comentário