Algumas raças de cães não podem ser tosadas, mas apenas “trimadas”, ou, terem seus pelos aparados somente. Os tutores devem se atentar.

Muitas vezes escolhemos adquirir (seja por adoção ou compra) determinado tipo de cão sem saber mais sobre a raça (se houver) e o tipo de pelo, e por conseguinte, como cuidar deste tipo de pelo (tosando ou não).

A maioria das pessoas pensam que devemos tosar os cães no verão (por sentirem calor, como pensam erroneamente) e não os tosar no frio, o que está errado.

Os pelos dos cães funcionam como uma camada termorreguladora, que protege a pele no sol, assim como no frio, e dependo da raça do cão ou do tipo de pelagem, a tosa baixa com máquina pode desregular este ciclo, podendo causar problemas de pele, como dermatites, coceiras, possíveis inflamações pelo contato com a lâmina no pelo que deveria ser apenas aparado, muitas vezes. Na imagem abaixo vemos, inclusive, que a parte da pele totalmente tosada está tendo uma sensação térmica muito superior à parte onde o pelo foi apenas aparado ou um profissional que saiba o quanto aparar.

Raças de cães como Spitz e similares como Husky Siberiano, Samoieda, Spitz (e todos os seus tamanhos), Pomerâneas, Keeshound’s, Chow-Chows e outros, integram o Grupo 05 (Cães de tipo Spitz e de tipo Primitivo), que em sua maioria possuem pelo e subpelo, uma dupla capa de pelagem que cumpre o papel da termorregulação. De forma que cães deste tipo devem ter suas pelagens apenas aparadas à tesoura, serem escovadas apenas com escova de pinos (sem bolinhas nas pontas, que arrancam mais subpelo), e de preferência nunca com rasqueadeira.

A tosa com máquina em cães deste tipo pode causar inclusive doenças graves como a alopecia pós tosa. Uma vez que ao intervir com máquina no ciclo e na estrutura de pelos de um Spitz, podemos desequilibrar o processo de desenvolvimento, fazendo com que o organismo entre em fase telógena avançada, ou seja, perda parcial ou total de todos os fios.

Até mesmo a tosa higiênica da parte inferior das patas e área íntima deve ser feita preferencialmente à tesoura em cães deste tipo e em outros, como Goldens e alguns térriers.

Muitos tutores insistem nas Pet-Shops e muitas vezes até xingam, pensando que o profissional não quer fazer o serviço, enquanto o código de defesa do consumidor nos permite recusar a realização de qualquer procedimento que possa causar dano ao pet. Mas infelizmente ainda vivemos uma realidade onde muitos optam por um tipo de cão apenas por serem “bonitinhos”, sendo que ao gostar da aparência de um cão temos que pensar se poderemos fornecer a manutenção adequada.
O estudo da raça de cão que o futuro tutor comprador ou adotante deve fazer é essencial, principalmente para que possa garantir a saúde e bem estar de um animal.

O tutor que pretende realizar a compra de um cão de raça pura específica deve considerar todos os aspectos como espaço, gastos, saúde, mas também dos custos de manutenção adequada do cão ou gato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui