Muitas vezes temos que sair, trabalhar, nos ausentarmos por algumas horas… então surge a grande preocupação dos tutores de pets. Quem poderá cuidar do meu pet quando não estou em casa?
Nesta matéria vamos abordar especificamente os gatos, pois são animais territorialistas e sabemos que tirá-los do seu ambiente e zona de conforto, pode causar stress.
O profissional mais adequado para estas horas é o cat sitter, uma pessoa qualificada, onde se adequa às necessidades do seu pet, proporcionando um serviço personalizado e com a certeza de que seu gato será cuidado da melhor forma na sua ausência.
Cybelle Bordon trabalha como Cat Sitter e fala sobre esta profissão com muito carinho e orgulho. Ela diz que conforme as necessidades do tutor e pet, o serviço pode variar, e as atividades são muitas. Ela enfatiza algumas que são corriqueiras tais como: fornecer comida e água, brincar, administrar medicamnetos, limpar a caixa de areis e outros espaços semelhantes.
Cybelle diz que a confiança, flexibilidade nos horários e adaptação conforme as particularidades de cada pet, idade e personalidade; levam muito em conta; pois através destes itens, o tutor e cat sitter podem planejar as atividades e agenda juntos. Isso favorece muito para que o animal não mude nenhum hábito e consequentemente não estranhe sua babá.
Fazer uma apresentação para o seu gato é primordial, já que gatos são conhecidos pelo temperamento muitas vezes difícil. Apresentar o profissional para seu filho de 4 patas é importante e expressar para ele que o profissional é amigo e que ele é muito bem-vindo na sua casa.

Cybelle Bordon – cat sitter

 

Ana Bittar
Jornalista MTB: 0084520/SP
Contatos: portalpetnews@gmail.com
Instagram: @portalpetnews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui